Ouvir rádio

Pausar rádio

Offline
Preparador físico do Moc América Vôlei fala sobre função e projeta mais uma temporada de sucesso
15/07/2021 15:59 em Novidades
Com o fim das competições e início do período de férias, os atletas do Montes Claros América Vôlei continuaram sob o olhar atento do preparador físico da equipe, Gabriel Azzi. Mesmo virtualmente, ele tem acompanhado de perto a rotina dos jogadores que renovaram e foram contratados, para todos voltarem em ótimas condições no início do mês de agosto, quando acontece a apresentação. 

Esta é a quinta temporada do profissional junto à comissão técnica do Coelho, que é formada pelo técnico Henrique Furtado, o auxiliar Gabriel Lima, o supervisor Guilherme Andrade, o estatístico Renato Castro e os fisioterapeutas Jomar Almeida e Pedro Henrique.  

Neste intervalo de competições e descanso, logo após a formação do elenco e das renovações, a conversa foi iniciada entre as partes, com a devida prescrição do preparador do que deveria ser feito durante o período. “Quando isso vai caminhando, a gente procura já entrar em contato com o atleta para que ele não perca tanto sua condição física no retorno. Mas, sabemos que isso é muito aquém comparado ao treinamento presencial”, descreve Gabriel. 

Em tese, Azzi explica que avalia, prescreve e orienta os trabalhos de mobilidade, flexibilidade, força, potência e condicionamento do grupo. Ele conta como é a função e a divisão dos trabalhos durante os preparativos e retorno às partidas. 

“Na parte da manhã, trabalhamos algumas dessas valências na academia e, na parte da tarde, na quadra, antes do treinamento tático, onde também ajudo o treinador. Além disso, de um tempo para cá, com a chegada de novas tecnologias, eu procurei implementar também algumas análises, que são feitas geralmente por fisiologistas para controlar a carga e a fadiga imposta pelo treinamento”, explica. 

CUIDADOS COM OS ATLETAS

Todo um trabalho é feito durante a pré-temporada, com testes de performance, realizados pela preparação física, bem como os testes fisioterápicos e ortopédicos, que são feitos respectivamente pelos fisioterapeutas e médico. 

No entanto, ao iniciar a Superliga surgem as viagens longas, que podem desgastar o atleta, forçar a musculatura e gerar preocupação. Por isso, ele acrescenta que há um diálogo com a direção e supervisão para deixar tudo alinhado. 

“Estamos sempre conversando com a diretoria e o supervisor da equipe para termos as melhores condições nas viagens e chegar um dia antes dos jogos para termos tempo de recuperar dessas longas viagens. Na última temporada, utilizamos alguns recursos internos durante as viagens de ônibus para diminuir o desgaste causado e tivemos resultados interessantes”, disse. 

RETORNO

Quanto à volta, o preparador revela que prefere não  ficar muito tempo sem atuar, pois tem paixão pela atividade e pelo esporte. Azzi projeta mais uma temporada de sucesso do Coelho junto aos companheiros. 

Esperamos entregar o máximo para dar alegria ao nosso torcedor. Nossa comissão é muito competente, liderada por um treinador jovem e estudioso e atletas acostumados com a competição. Acredito que faremos uma ótima temporada”, concluiu.
 

--

Gian Marlon
Assessor de Comunicação Montes Claros América Vôlei
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!